Edge no Chromium

Base usa código aberto e traz mudanças como acabamentos de design sutis, suporte para uma ampla seleção de extensões e a capacidade de gerenciar seu perfil de login.

Durante anos, a Microsoft tentou recuperar parte de seu poder na categoria dos navegadores removendo a tecnologia que dificultava o uso do Internet Explorer, e tentando difundir o Edge modernizado. No entanto, essa estratégia nunca funcionou. Em dezembro, a gigante do software anunciou um plano para reconstruir o “Edge on Chromium” — a base de código aberto do Chrome, usada por outros navegadores.

A nova versão do Edge é baseada no Chromium, um projeto de código aberto executado pelo Google. Entre os outros navegadores que dependem do Chromium, temos Brave, Vivaldi, Opera e Samsung Internet.

O uso da tecnologia do Google dá acesso a um projeto maduro e que pode ser atualizado com frequência. Isso garante que os sites não sofram com problemas de incompatibilidade. E também mostra o poder do Google sobre a web — principalmente para decidir quais tecnologias são compatíveis e quais não são. Atualmente, o Chrome domina o mercado de navegadores.

O Safari da Apple, um primo do Chrome, e o Firefox, da Mozilla, continuam independentes.

Você pode baixar baixar a versão Chromium do Microsoft Edge no site Edge Insider .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *